Sim? Não? Talvez? Podemos eliminar esse dilema com papéis em algumas perguntas básicas. Vamos lá:

Faça o teste e descubra

–  Em algumas ocasiões você considera que existam papéis-machos e papéis-fêmeas, pois certamente eles andam procriando quando você não está por perto?

–  Você já se flagrou com um papel na mão, circulando inseguro pela sala, imaginando onde poderia guardar ele?

–  Já pagou contas atrasadas ou deixou de pagar contas, porque elas simplesmente se meteram em algum local desconhecido?

–  Já aconteceu de você revirar a casa inteira (gavetas da cozinha incluídas) em busca de um documento ou uma carteira de plano de saúde?

Se a sua resposta foi SIM para qualquer dessas perguntas ou as situações mencionadas lhe deixaram com uma desconfortável sensação de familiaridade, você realmente precisa de um choque de ordem administrativa.

Como resolver isso

Papéis, assim como roupas ou quaisquer outros objetos pertencentes a uma casa, precisam ter um local adequado. Do contrário, eles se espalham por todas as superfícies e gavetas com algum espaço disponível.

A primeira medida a ser tomada é entender a dinâmica da documentação na sua vida. Saber onde eles costumam se acumular e que tipo de papelada e documentos circula pelos seus ambientes vai apontar a direção da organização.

Para uma visão genérica, vamos falar sobre os papéis mais comuns na geração de bagunça.

Plano de ação

1)     Revistas e assinaturas

Ordem é a palavra chave.
Assinaturas precisam ser de material útil ou vão apenas gerar lixo e bagunça.

–  Nem sempre temos tempo para a leitura de todos. Isso gera não apenas acúmulo de papel, como também desperdício de dinheiro. Avalie periodicamente seu interesse nas assinaturas e cancele-as, caso seu interesse tenha mudado.

–  Tenha um local apropriado para colocar os exemplares quando chegam (antes da leitura) e outro para arquivá-los após a leitura. Se muitos exemplares costumam se acumular até que você os arquive mesmo sem ler, a necessidade deles deve ser reavaliada.

–  Muitas vezes guardamos a revista inteira por causa de um único bom artigo. Avalie a praticidade de guardar apenas o artigo em questão, em pastas catálogo. Basta identificar a revista de onde ele foi publicado e a data.

2)     Contas

Contas em desordem geram prejuízos financeiros sempre

–  Mais uma vez é necessário ter um local para recepcionar as contas que devem ser pagas e um local para arquivá-las após o pagamento.

–  Ter um lugar para armazená-las quando chegam evitará que se extraviem, gerando custos desnecessários com juros e multa.

–  Ter um lugar para arquivá-las após o pagamento facilita a localização, em caso de algum erro ou reclamação.

3)     Folhetos e anúncios

Delivery é uma salvação às vezes, mas pode se tornar uma grande bagunça
Se não estiver fácil de encontrar, não vai ajudar quando você precisar

–  Procure descartar imediatamente aqueles que não são do seu interesse. Postergar essa simples decisão só trará bagunça e desorganização aos seus ambientes.

–  Ter uma pequena pasta com divisões para separar os assuntos (restaurantes, serviços, lojas, etc.) facilita imensamente no momento da procura, além de eliminar papéis soltos.

4)     Documentos importantes

Contas ou documentos não devem correr o risco de se extraviarem

–  Esse tipo de documentação pessoal ou patrimonial não pode correr o risco de extravio. Tê-los organizados evita dores de cabeça épicas.

–  Documentos pessoais ficam mais facilmente localizáveis se forem armazenados em uma pasta para cada membro da família. As divisões internas dessas pastas separam cada tipo de documento, tornando a busca muito mais fácil.

–  Documentos relacionados a posses e patrimônios devem ser mantidos separadamente dos documentos pessoais, apesar de poderem ser mantidos em um mesmo local.

–  Alguns desses documentos patrimoniais podem ser necessários por muito mais tempo do que uma vida, portanto cuidado e proteção na conservação são vitais para evitar gastos desnecessários com reemissões.

Os itens citados acima são os principais geradores de confusão administrativa. Se for possível “domar” esses vilões, sua batalha estará praticamente ganha. Ter um destino correto para cada papel evita que eles circulem livremente por sua casa ou escritório.

Dica extra

Uma última dica para reduzirmos a quantidade de papel circulante pela nossa vida e pelo mundo é nos lembrarmos de que vivemos em um mundo digital. Boa parte desses papéis, que podem se transformar em alimento de bichos em seus armários e gavetas, podem ser substituídos por envios digitais.

A bagunça tem tanto poder no mundo digital quanto no real

Nesse caso, tudo o que você vai precisar para tê-los sempre à mão, de forma organizada, é de uma organização digital. Bem, isso já é uma conversa para outro dia… 

😉

Mônica Camargo

Vida Fácil Organização

Mônica fez parte das Organizadoras até fevereiro de 2019!

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *