Férias infantis, um período tão aguardado quanto temido pelos pais. Afinal, ter mais tempo para curtir os pimpolhos é uma delícia e um desejo de todos os pais e mães. Por outro lado, ter crianças cheias de energia concentrada, enfiadas dentro de casa… não tão legal, não é mesmo?

Para afastar qualquer estresse desnecessário que venha comprometer a leveza desse período, a melhor solução é: preparação. Organizar a rotina dos pequenos e a sua própria evita uma tonelada de aborrecimentos. Além disso, ter uma programação definida poupa você de lidar com a clássica situação de tentar arquitetar um passeio interessante, sob a pressão de gritinhos infantis excitados e impacientes.

Por onde começar?

Obviamente, essa preparação deve começar bem antes do período de recesso escolar, uma vez que algumas decisões e providências precisam ser tomadas antecipadamente. Do contrário, você não terá garantido que estará de férias também, ao menos durante parte do período de recesso da criançada. Uma vez assegurada a sua disponibilidade, já podemos seguir para a etapa de planejamento propriamente dita.

 

Tipos de programas

Para férias memoráveis, o ideal é traçar planos para cobrir vários territórios:

 

  • Uma pequena viagem

Caso essa seja uma opção viável para o orçamento da família, sugiro que essa decisão já tenha sido tomada com antecedência suficiente para que na ocasião da viagem boa parte das despesas fixas já tenha sido quitada.  Estou certa de que a sua administração financeira vai agradecer por essa antecipação.

Não é necessário nada grandioso, uma viagem curta para um local próximo é suficiente. No final das contas, o que a garotada curte mesmo é toda a aventura de pegar a estrada em direção a novas paisagens. Oferecer isso a eles é bem legal.

 

  • Passeios ao ar livre

Digamos que a viagem não tenha sido possível dessa vez. Não tem problema. Eles não sentirão falta se você incluir passeios ao ar livre na programação. Essa é uma agenda que não pode faltar.

Esses pequenos humanos que nós tentamos adestrar precisam da liberação de energia que o contato com a natureza proporciona. Seja um piquenique em um parque arborizado ou um longo dia na praia, eles precisam de espaços amplos para se espalharem à vontade. Sem paredes, é claro.

 

  • Programas culturais

Nem só por atividades físicas esses pequenos anseiam. As mentes infantis precisam de estímulo, tanto quanto os seus corpinhos agitados. Boas peças de teatro ou filmes, adequados à idade deles, estimula a fantasia, desenvolve a empatia e diverte. Circos, exposições e idas a zoológicos e museus também estão incluídos nessa categoria.

Não sei quanto a vocês, mas quando os meus filhos cresceram demais para os filmes da Disney, de quando em quando eu pegava emprestadas umas crianças próximas para poder me divertir junto com elas. Fala a verdade, quem não se diverte em um filme da Disney?

 

  • Prepare-se para um dia chuvoso

Não apenas os dias chuvosos precisam de entretenimento entre quatro paredes. Afinal, essa intensa agitação externa precisa de uma compensação intimista para equilibrar, não é mesmo? É nesse momento, em família, que a nossa memória afetiva se farta de guardar lembranças que nos serão preciosas no futuro.

Jogos e brincadeiras asseguram muitas risadas, gozações e ainda ensinam essas jovens mentes a lidarem com frustrações e adquirirem espírito esportivo. Como todos nós sabemos, ganhar e perder com elegância é uma lição que devemos aprender cedo e que devemos carregar para toda a vida.

Um grande pote com pequenos papéis indicando os nomes de vários jogos e brincadeiras pode ficar disponível para momentos de ócio ou quando o tempo diante da TV esteja se estendendo demais. Preferencialmente, ao alcance deles. Nada como uma dose de autonomia para atrair a atenção da criançada.

Aqui vale tudo, desde os clássicos jogos de tabuleiro e cartas até as brincadeiras de salão do tempo da bisavó. Uma rápida pesquisa na internet vai oferecer várias opções para a sua escolha. Aliás, esse é um pote que não precisa ficar abastecido apenas nas férias. Ter sempre à mão uma opção de divertimento saudável cria momentos únicos para toda a família.

 

  • Pequenos detalhes rotineiros

Não são apenas os grandes planos que sustentam essa experiência lúdica. Valorize e curta cada refeição, sem preocupação com o tempo e com a participação de todos. Para os menores, o banho pode virar uma grande festa na banheira. Atividades rotineiras podem ganhar um charme todo especial sem a correria do dia a dia.

E então? Vamos começar a planejar a diversão e oferecer aos pequenos férias inesquecíveis?

Garanto que eles não serão os únicos a armazenar belas lembranças.

Mulher, agitada, "quase" perfeccionista, dona de um estilo eclético e interesse nas mais diversas áreas. Depois que eu me espalho, só a organização me junta!

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *