Hoje vamos complementar as dicas para uma despensa bem organizada, assunto que iniciamos no final do ano passado. No post anterior, falamos sobre a preparação do espaço da despensa, considerando medidas de higiene para o espaço e controle da conservação dos alimentos, para assegurar a segurança do seu consumo. Se você perdeu essa leitura, sugiro que retorne algumas casas para se inteirar do assunto desde o início. Desta vez, trataremos sobre as formas e métodos de armazenagem em si.

Como já estabelecemos anteriormente, a partir de agora estamos falando apenas de alimentos dentro do prazo de validade e que, se abertos, estão armazenados em invólucros fechados, preferencialmente de vidro ou plástico resistente. Todos na mesma página? OK, então vamos adiante.

A forma mais simples e intuitiva de estruturarmos a despensa é agrupar os produtos por finalidade. Assim, biscoitos, torradas e lanches rápidos devem estar no mesmo lugar, da mesma forma que achocolatados, chocolates, cafés, chás, mate, mel, geleias, cereais matinais e outros produtos relacionados a café da manhã devem ser armazenados próximos uns dos outros, e ambos em prateleiras, armários ou gavetas de mais fácil acesso, pois são utilizados com maior frequência.

Despensa Fonte: Internet

Pausa para uma dica que facilita muito quando precisamos administrar aquelas manhãs corridas com crianças e caras-metades: deixar o “kit café da manhã” montado em uma bandeja ou cesta. Dessa maneira, dispensamos a gincana matinal para recolher e levar para a mesa todos os itens necessários para a primeira e mais importante refeição do dia. Se a família faz desta uma refeição completa, com muitos laticínios envolvidos, o mesmo kit, na versão gelada, pode ser mantido na geladeira. Assim, levar à mesa e recolher os itens se transforma em tarefas super-rápidas. Fim da pausa. Voltemos à organização da despensa.

O que podemos armazenar naquelas posições menos privilegiadas? Nas prateleiras mais altas podem ser acomodados grãos e farinhas reservados para reposição naquelas vasilhas sobre as quais falamos lá em cima. Já as prateleiras mais baixas, são perfeitas para acomodar os itens mais pesados ou que também são manuseados com menor frequência. Nessa categoria se enquadram bem os óleos, garrafas de suco e latas. Uma prática que facilita muito a visualização do que se tem estocado é organizar produtos que compramos em maior quantidade (como latas) por tipo, preferencialmente em fila indiana. Dessa forma, o que você vê na frente da prateleira é o mesmo que tem por trás daquela primeira lata. E, claro, os produtos mais próximos de vencer ficam na frente, para serem utilizados primeiro.

Material de limpeza

Falamos sobre alimentos, mas precisamos falar ainda sobre a despensa de material de limpeza. Já sabemos que ela deve ficar bem separada dos alimentos. Se tiver alguma dúvida, volte ao post inicial.

O conceito de praticidade permanece o mesmo, assim como a importância de se respeitar as validades dos produtos. Lembre-se que estamos falando de produtos químicos aqui. Usados fora da validade, no melhor dos casos, não terá o efeito prometido; no pior dos casos, pode causar algum estrago bastante desagradável.

Como não há nada mais prático do que a categorização, ela também deve estar presente na organização dos artigos de limpeza. O material utilizado para roupas deve estar agrupado separadamente do material utilizado para limpeza da cozinha. Da mesma forma, o material de limpeza do banheiro, com todos aqueles utensílios específicos, merece um espaço só seu. Esse, em especial, merece um kit de fácil deslocamento, preferencialmente com alça, para facilitar aquela faxina mais meticulosa.

Preciso confessar que sou apaixonada por cestos e caixas. Se eu pudesse, organizava os meus filhos em cestos. No entanto, particularidades obsessivas à parte, se há um lugar onde cestos fazem toda a diferença, é na despensa de material de limpeza. Encontrar todos os produtos, agrupados por perfil de uso, em um só cesto ou caixa, é simplesmente perfeito.

Bem, se havia alguma dúvida quanto à minha paixão por despensas, acho que ela se esclareceu com esse post. Você só precisa ter em mente que não é necessário compartilhar das minhas estranhas paixões para colher os benefícios de uma despensa bem organizada. Acredite em mim, seu dia a dia ficará muito mais produtivo sem as buscas desnecessárias e sem o desperdício de produtos mal acondicionados ou esquecidos.

Experimente. Use as dicas ou chame uma profissional para remodelar sua despensa. Garanto que não vai se arrepender.

Mulher, agitada, "quase" perfeccionista, dona de um estilo eclético e interesse nas mais diversas áreas. Depois que eu me espalho, só a organização me junta!

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *