“Você já fez sua lição de casa?”, “Estudou para as provas?”, “Fez o trabalho?”, “Ainda não!!!???”. Identificou-se? Pois é, acredite: Muitos se identificaram.

Essas perguntas são habituais em uma casa com estudantes, principalmente no final do ano, quando o tempo é curto para recuperar as notas.

Por isso, pensando em vocês, pais, fiz uma listinha que pode ajudar muito seu filho na organização dos estudos e ainda, contribui para uma relação menos estressante e mais produtiva:

1 – Não há estudo sem motivação. Motivar seu filho para o estudo não implica oferecer recompensas materiais cada vez que o seu filho obtenha sucesso. Os pais devem elogiar o esforço dos filhos enquanto alunos e salientar as suas competências com regularidade, pois isto irá certamente promover a sua motivação e autoconfiança.

2 – Dispor um espaço sem distrações, sem muito barulho, arejado, iluminado e limpo. Não é aconselhável que o seu filho estude deitado no sofá ou na cama, está postura não favorece a concentração e traz danos para a saúde.

3 – Associar eventos prazerosos com o estudo pode ser um meio de tornar o estudo menos “chato” e mais eficiente.

4 – O ideal é junto com a criança ou adolescente, montar uma tabela com as disciplinas que serão estudadas a cada dia da semana, determinando um horário para que isso seja feito.

5 – Deixar acessível o material necessário para a realização das tarefas escolares. Fazendo isso, demonstra sua preocupação e mostra que isso é valorizado em sua residência.

6 – Mostre-se totalmente disponível para ajudar seu filho. Vale abrir mão de alguma atividade rotineira caso ele mostre que quer sua presença. O importante é não querer impor o seu jeito de estudar neste momento.

Durante o estudo

7 – Instrua seu filho sobre como procurar uma resposta no material da escola;

8 – Peça para ele contar o que entendeu e para relacionar com experiências do dia‐a‐dia e com outros conteúdos estudados;

9 – Oriente-o para começar a estudar primeiro pelas disciplinas que tem maior dificuldade, enquanto o nível de concentração é mais elevado;

10 – Os períodos de estudo devem ter duração de cerca de 40-50 minutos, fazendo pausas de 5 minutos para esticar as pernas, dar uma olhada no celular ou simplesmente descansar.

11 – Vale lembrar para seu filho que as provas são importantes ferramentas para que os professores possam identificar conteúdos que não foram bem assimilados pela classe como um todo e por alunos em particular.

12 – Deixe claro que todo o esforço deve ser para mostrar o quanto se conseguiu aprender, mas que também é possível aprender com erros.

13 – Mostre-se totalmente disponível para ajudar seu filho nos dias que antecedem a prova. Vale abrir mão de alguma atividade rotineira caso ele mostre que quer sua presença. Pergunte se ele quer que você faça perguntas sobre os temas previstos ou que leia os resumos que ele resolver escrever. Caso ele não peça nada, diga que ficará por perto, disponível, enquanto ele revisa algum ponto. O importante é não querer impor o seu jeito de estudar exatamente neste momento.

14 – Caso flagre seu filho criando algum artifício para colar ou combinado a prática com um colega, seja rígido e não compactue com isso, deixando claro que não aceitará qualquer tentativa neste sentido. Mostre que de nada adianta tentar obter um resultado que não reflete o que ele realmente aprendeu, pois uma dificuldade não resolvida agora só irá aumentar nas séries seguintes.

15 – Elogios sinceros e imediatos relacionados à atividade feita ou até mesmo ao comportamento de sentar‐se à mesa de estudos pode ser uma ferramenta simples, essencial e barata.

É importante salientar que cada aluno é único e, como tal, deve encontrar as estratégias de estudo que são mais eficazes para si.  Não existem receitas mágicas, embora as sugestões aqui deixadas constituam estratégias de sucesso para a maioria dos alunos. Enquanto pai e mãe devem ajudar, supervisionar e orientar o trabalho do seu filho, no entanto, não deve assumir as suas responsabilidades, sucessos e insucessos. Deverá sim promover a sua motivação, autonomia e autoconfiança.

Bom estudo!!!!!

Até o próximo!!!!

Sou Tilda Cinque fes parte da nossa equipe até setembro de 2017.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *