“Black Friday”….mas quem disse que eu preciso comprar alguma coisa?!

 

  • Quem está enlouquecido acompanhando pelos sites de compras as oportunidades que surgem a todo segundo?!
  • Quem não comprou nada nesta Black Friday?

 

Será que essa enxurrada de “promoções” que muitas vezes adquirimos acrescentará alguma importância à nossa vida?

Um calçado a mais, uma roupa a mais… “Tenho algo parecido, mas gostei disso e o preço está ótimo!”, você diz. Mas será que você realmente precisa disso? Pesquisas dizem que muitas vezes compramos por impulso, e não porque realmente queremos ou necessitamos daquele produto. Em pouco tempo o que compramos se transforma em apenas mais uma coisa acumulada no nosso armário. E outra pesquisa ainda mais interessante diz que se não usamos algo em 3 meses, jamais usaremos a tal peça na vida!

 

Isso não é intrigante?!

 

Ainda que esteja com uma reserva guardada, reflita e pense bem antes de comprar qualquer coisa, mesmo que esteja com um preço atraente. Nem sempre o melhor preço tem a melhor qualidade. E nem sempre o que compramos possuirá realmente relevância pra nós.

 

Se a Black Friday não faz sua cabeça e se você está decidido a não comprar nada, seja forte e resista a “tentação”.

Saiba ainda que você não está sozinho. Mesmo com o mundo passando por essa era consumista, já existem movimentos mundiais que lutam contra esse exagero.

 

Milhares de pessoas no mundo participam deste movimento contrário desta “sexta-feira negra”, o Buy Nothing Day, mais conhecido como Dia Mundial sem Compras.

O movimento defende que esta data seja um momento para deixar o impulso consumista de lado e pensar sobre o impacto que estamos causando ao meio ambiente e a nós mesmos.

Mais popularizado na América do Norte e Reino Unido, o “Dia Sem Compras” é um convite para a sociedade examinar a questão do consumo exagerado e os problemas associados a ele.

 

Vale a reflexão……

Pense bem antes de comprar um celular, por exemplo, só porque é o último modelo ou só porque o sua amiga tem um igual. Questione-se…..Seu aparelho de celular está bom? Está funcionando? Sem arranhões, a tela está inteira…? Deixe a compra pra depois. Você não se arrependerá disso, pode apostar!

 

Hoje em dia existem desafios que trabalham este sentimento de “ter”, “comprar” e “desapegar”. A quem prometa que ficará um período “X” sem fazer nenhuma compra, ou ainda selecionar “X” peças de vestimenta, entre sapatos, acessórios e roupas e viver só com eles por um grande período de tempo.

Tente fazer o teste: deixe de comprar algo de que tenha gostado. Isso ainda estará na sua cabeça no dia seguinte, ou você já terá esquecido? Pense nisso…! Esse é o melhor caminho para diferenciar o desejo da necessidade.

 

E aí? Posso te desafiar? Quanto tempo você aguenta sem compras? Comece com 1 semana, depois 1 mês e vá aumentando esse período.

 

Fazendo isso perceberá que a sua visão de “comprar” começará a mudar, que alguns sentimentos e algumas ações externas começaram a aparecer. Alguns que você nem desconfiava que pudesse existir dentro de você.

 

Veja o que começa a ficar mais evidente:

 

  • Economizar dinheiro;

 

  • Comprar somente o que precisa;

 

  • Valorizar o que tem;

 

  • Aprender o significado real do termo DESAPEGAR;

 

  • Fazer uma reserva financeira,

 

  • Planejar a sua aposentadoria,

 

  • Ter uma velhice tranquila e desprendida de exageros materiais.

 

Tente, desafie-se ou se precisar de uma mãozinha ou quiser conhecer um pouco mais sobre o meu trabalho é só me chamar.

 

Fabíola Sigismondi – A personal organizer de Florianópolis/ SC.

Facebook/ Instagram

Cel. (48) 99181-9117

 

Essa é a minha semana aqui no grupo das Organizadoras, mas aqui no site tem uma outra matéria maravilhosa da nossa parceira que fala sobre “Organização para o Ano Novo: deixe o inútil para trás”, clique aqui e confira.

 

Acompanhe sempre nossas redes sociais que tem muitas dicas especiais pra você.

 

Beijos e ótima semana a todos!!

Mulher, mãe, esposa, organizadora por natureza, personal organizer por escolha e amante da vida. Alegre, divertida, perfeccionista, brava, mãezona... Qualidades e defeitos, vida profissional, vida pessoal.... Assim sou eu....

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *