Fonte: Pinterest

 

Festa Junina – eu adoro e você?

A Festa Junina é uma das celebrações mais queridas do Brasil. Festa de Santo Antônio dia 13;  de São João, dia 24; de São Pedro, dia 29 de junho são motivos para comemorar durante o mês todo e até fazer uma festa tardia, a festa julina.

O costume de celebrar o mês de junho remonta a um tempo anterior à era cristã. De acordo com o livro “Festas Juninas, Festas de São João: Origens, Tradições e História” da antropóloga Lúcia Helena Vitalli Rangel (Publishing Solutions/Yoki, 2008), era no solstício (dia mais longo do ano) de verão que diversos povos, como celtas, egípcios, persas e sírios, faziam rituais para promover a fartura nas colheitas. Na Europa, ao longo dos séculos, os festejos do solstício foram incorporados à cultura de cada região. É uma celebração miscigenada, com ingredientes vindos de diversas culturas.

Nos arraiais juninos encontramos vários elementos da cultura popular, que traduzem a crendice da população de cada região. Cada um desses símbolos tem um significado para a festa.

 

 

Fonte: Atividadesparaprofessores

 

A seguir, algumas curiosidades sobre os símbolos dessa festa:

  1. Quadrilha: Tudo que é moda em Paris é moda no mundo. Foi assim que a dança quadrille desembarcou por aqui, nos salões brasileiros do século 19 trazido pelos portugueses. Com o tempo, a marcação europeia deu lugar à cadência brasileira e o som passou a ser feito pelo triângulo, pela zabumba e pela sanfona.
  2. Personagens da quadrilha: Os personagens simbolizam algumas das principais figuras da sociedade rural. São elas: noivo, noiva, padre, sacristão, delegado entre outros.
  3. Comidas típicas: Época de agradecer a fartura, época da colheita do milho. É por isso que ele está tão presente nas festas, em forma de curau, bolo de milho, pamonha, caldo de milho, pipoca e milho cozido.
  4. Fogueira: A luz proporcionada pela fogueira simboliza proteção. É um dos principais símbolos da festa, pois os eventos ocorrem ao redor dela. Antigamente, a fogueira também era usada para afastar os maus espíritos das plantações.
  5. Pau de sebo: É uma brincadeira bem tradicional. Prêmios são colocados no topo de um tronco escorregadio (com sebo animal). A dificuldade em subir proporciona muita diversão para aqueles que assistem.
  6. Bandeirinhas: As bandeirolas surgiram por causa dos três santos: São João, Santo Antônio e São Pedro, onde estes eram pregados nas bandeiras para serem admirados durante a festa. Assim, passaram a fazer bandeirinhas pequenas e coloridas para alegrar o ambiente.
  7. Simpatias: É uma forma de fortalecer as crenças, como sorte na vida e no amor. Santo Antônio é sacrificado, sendo colocado de cabeça para baixo até que a pessoa arrume um companheiro.

 

Fonte: elo7

 

Agora se você não vê a hora de organizar aquele arraia, mas não sabe como, temos algumas dicas para te ajudar. Afinal, nem só de quentão e canjica se faz um evento junino de sucesso – organização e planejamento são essenciais!

  1. Convidados: É fundamental fazer a lista de convidados. Só assim poderá definir o local da festa, quantidade de barracas e quantidade de comes e bebes.
  2. Local, data e horário: O local deve ser condizente ao numero de convidados. A escolha da data também é muito importante. Além da relevância do planejamento antecipado para que seus convidados se programem com antecedência, é bom se atentar as datas comemorativas da cidade. E, por fim, o horário. É importante pensar no melhor para o perfil dos convidados, lembre-se que é uma festa para adultos e crianças.
  3. Convites: Hoje temos a facilidade de fazer on-line. É mais rápido e pratico. Existem sites especializados para fazer o convite, é só usar sua criatividade. O importante é enviar com antecedência suficiente para o convidado se programar.
  4. Música: Para entrar no clima da festa, a musica deve ser de acordo com o tema. Existem vários sites com listas prontas, abuse da tecnologia.
  5. Comes e Bebes: Uma das características mais ressaltadas em festas juninas é o cardápio: abuse dos pratos típicos. Monte um cardápio variado e aproveite os alimentos da época, como o milho. Segue algumas sugestões: amendoim torrado, cachorro-quente, churrasquinho, pipoca doce e salgada, arroz doce, canjica. Maça do amor, bolo de milho, bole de fubá, paçoca, pé de moleque, quentão e vinho quente.
  6. Decoração: É uma decoração característica e rural, então capriche nos adereços da época. Tecidos feitos com retalhos, chita, bandeirinha, xadrez, chapéu de palha, balões, imagem de santo, palha do milho, canela em pau e fogueira.
  7. Recreação: Não deixe de investir na recreação, são muito divertidas. Tiro ao alvo, boca do palhaço, pescaria, pau de sebo, cadeia, correio elegante e jogo das argolas.
  8. Vestimentas: Para que todos entrem no clima da festa, é importante que estejam caracterizados com roupas típicas.

.Traje masculino: Camisa xadrez, calça jeans com costuras de retalhos, tênis ou bota. Como acessório use         chapéu de palha e lenço no pescoço. Para complementar, desenhe barba e bigode.

.Traje feminino: Vestido estampado com rendas e retalhos, tênis ou botas. Os acessórios podem ser lenço no pescoço, flores, chapéu e tranças no cabelo. Para a maquiagem abuse do blush e batom.

 

Fonte: pixabay

 

 

Fonte: gemelares

 

 

Fonte: gemelares

 

 

Fonte: claudia.abril

 

Vale improvisar para a festa ficar com a sua cara e dos seus convidados.

Ótima Festa!!!!!

SalvarSalvar

Sou Tilda Cinque fes parte da nossa equipe até setembro de 2017.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *